Tocantins - 31/10/2020 - 21:46

Prefeito Dotozim cobra da ATS melhorias no fornecimento de água em Novo Acordo

Postado em 20/03/2019

Compartilhe no:

Na manhã do dia 13 de março, o prefeito de Novo Acordo, Elson Lino, Dotozim, realizou uma audiência pública na Câmara de Vereadores, para tratar de assuntos relacionados à melhoria nos serviços de abastecimento de água no município.


Na ocasião participaram os representantes da ATS, Ronis Alberto da Silva, presidente da Agência; Renata Rici, promotora de justiça, o assessor jurídico do município, vereadores e membros da comunidade.

O prefeito demonstrou preocupação no que se refere aos riscos da população sofrer com a falta de água. Questionou quais providências foram tomadas pela empresa para períodos críticos, lembrando que há muito tempo a comunidade novoacordense vem sofrendo com o problema da água, desde que a mesma foi concedida a antiga SANEATNS em meados de 1996. Também externou sua indignação com a situação. Segundo ele, várias tentativas foram feitas junto a ATS para resolução dos fatos, mas sem sucesso devido o descaso da empresa com o município e disse que sua gestão tem sofrido fortes críticas em relação a isso. Disse também que o Ministério Público em atendimento à denúncias da comunidade tem cobrado constantemente a solução.

Para amenizar a situação, a Promotora de Justiça, Renata Rici, se pronunciou colocando as medidas que o Ministério Público adotara mediante denúncias e após perceber a estranha coloração da água da cidade. Foram contratados técnicos para realizar testes com a água que hora estava apta ao consumo, hora não. Disse que em tentativa de contato com a ATS para solução do problema, deparou-se com indiferença da empresa em não tomar providências, onde orientou-se ao município para que se realizasse nova licitação em busca de empresas que realmente estivesse disposta a realizar um trabalho de excelência em Novo Acordo.

ATS se compromete

O Presidente da ATS Romis Alberto da Silva, falou do interesse em resolver junto com a comunidade a situação presente. Disse que a ATS pretende continuar oferecendo seus serviços a comunidade de forma satisfatória e com responsabilidade. Que irá tomar as providências necessárias para atender as solicitações.

A Promotora de Justiça, Renata Casi, salientou que a empresa precisa ter bom senso de cobrar as tarifas atrasadas de acordo com a condição da população.

A audiência foi realizada com a participação e debates entre autoridades e comunidade e o prefeito disse aguardar uma urgente solução do problema.

Compartilhe no:

Relacionados