Tocantins - 31/10/2020 - 09:58

Estado investiga 3 casos de suspeita de febre amarela em Araguaína, Itacajá e Palmas

Postado em 31/01/2018

Compartilhe no:
Conforme o Estado, no ano passado o Tocantins notificou 40 casos suspeitos de febre amarela e registrou apenas um caso confirmado da doença em Xambioá, que resultou na morte do paciente.

Conforme o Estado, no ano passado o Tocantins notificou 40 casos suspeitos de febre amarela e registrou apenas um caso confirmado da doença em Xambioá, que resultou na morte do paciente.

Em Palmas, quatro macacos foram encontrados mortos somente neste mês, em duas regiões da cidade. A morte desses animais são um alerta que pode indicar a circulação do vírus da febre amarela na região, já que os macacos, assim como os humanos, também são vítimas do mosquito transmissor da doença. As mortes estão sob investigação.

 

Vacinação

Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema de dose única contra a febre amarela, recomendado a partir de 2014 pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Uma dose é suficiente para proteger a pessoa durante toda a vida. Quem já foi imunizado uma vez não precisa tomar novamente.

Mas os recentes casos de mortes por febre amarela em estados como Minas Gerais e São Paulo têm resultado numa grande procura por vacina nos postos de saúde em todo o país. No entanto, em Palmas, a Secretaria Municipal de Saúde ressaltou que não há motivos para pânico e nem correria aos Centros de Saúde da Comunidade, uma vez que o Tocantins sempre fez parte da área com recomendação de vacinação, o que significa que a população já é imunizada.

A Secretaria de Estado da Saúde também esclareceu que não há recomendação de fracionamento de doses da vacina de febre amarela no Tocantins e que a mesma está disponível nas salas de vacina do Estado.

Compartilhe no:

Relacionados