Tocantins - 20/10/2020 - 11:18

Município de Aparecida estrutura nova área de lazer no CMEI Aquarela

Postado em 30/04/2020

Compartilhe no:

O CMEI Aquarela é uma unidade escolar que a cada dia recebe mais investimentos para acolher bem os seus pequenos alunos que tem entre 02 a 05 anos.

Escola bonita não deve ser apenas um prédio limpo e bem planejado, mas um espaço no qual se intervém de maneira a favorecer sempre o aprendizado, fazendo com que os alunos possam se sentir confortáveis e consigam reconhecê-lo como um lugar que lhes pertence.

É com essa preocupação que a Prefeitura Municipal de Aparecida do Rio Negro, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, inicia mais uma etapa de melhorias no CMEI Aquarela. Para oferecer sempre um espaço acolhedor aos seus estudantes, a gestão executa a obra e planeja receber em breve seus alunos de volta a sala de aula com uma cara nova.

O prefeito Deusimar Amorim ressalta que a Educação sempre foi prioridade no Município por ser a base de tudo, e que autonomia dada aos secretários faz com que as ações ocorram mais rápido. “Nossa gestão é pautada pela educação, pois por ela iremos determinar o futuro da nossa cidade. E com isso, damos aos gestores das pastas a autonomia para executar ações que geram melhorias para os alunos”, comenta o gestor.

Ao falar sobre a obra, o secretário de Educação, Alexandre Oliveira não esconde a necessidade da Rede em oferecer mais essa melhoria no espaço infantil. “Aqui é um espaço público no qual, 193 crianças passam seu tempo, é um lugar que exercitamos o convívio diariamente. A estrutura física da escola, assim como sua organização, manutenção e segurança, é muito importante na área educativa”.

A obra está sendo executada por uma pequena equipe de trabalhadores, que incluem jardinagem, mini-quadra de areia, espaço “risque e rabisque”, horta, além de outros serviços de infraestrutura, visando um espaço mais acolhedor e seguro para as crianças.

Ao falar das ações executadas pela educação Municipal, o secretário diz que todas as ações da Secretaria estão pautadas nas diversas Leis da Educação, dentre elas destaca-se a Lei n°  13005/2014 –  Plano Educacional de Educação e a Lei n° 261/2015 que é o Plano Municipal de Educação. Esses planos trazem em sua Meta 01 um olhar direcionado para a Educação Infantil, uma vez que busca universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das crianças de até 3 (três) anos até o final da vigência deste PNE. 

Alexandre conta que diante desse contexto, ao assumir a gestão da secretaria de educação percebeu que essas crianças, sujeitos históricos de direitos conforme a Constituição Federal de 1988, não estavam tendo seus direitos garantidos, uma vez que não existia a oferta de vagas para as crianças de 0 a 3 anos de idades. Dessa forma no ano de 2019 foi aberta a primeira turma de creche, com os alunos de 3 anos, e a criação por Lei do Centro Municipal de Educação Infantil Aquarela, e em 2020 foi aberto vagas para as crianças de 02 anos de idades, além das já ofertadas para as de 03, 04 e 05 anos. O secretário ainda destaca que foi adotado uma política de formação continuada dos profissionais da educação baseada no Documento Curricular do Tocantins e na BNCC – Base Nacional Comum Curricular e quem tem deixado o município de Aparecida do Rio Negro como destaque em boas práticas de sala de aula.

Em relação aos espaços ele deixa claro que tudo que está sendo feito é para uso educativo, “estamos construindo um ambiente educacional, onde desde a horta até o parque sejam ferramentas voltadas para o desenvolvimento das vivências desses alunos, uma vez que de acordo com a BNCC as crianças devem desenvolver-se de acordo com os direitos de aprendizagem: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se”, ressalta o secretário.

Horta na escola

O contato com a natureza será uma experiência marcante para as crianças do Aquarela, que com a ajuda e supervisão de professores os pequenos passaram a ter contato direto com a natureza. O espaço irá receber também pneus recicláveis, dando enfoque à importância da preservação do meio ambiente.

De acordo com o secretário Alexandre, em seu primeiro momento, os pequeninos passaram por uma roda de conversa e contação de histórias, com o intuito de orientá-los sobre o trabalho a ser feito. Então, os pequenos colocarão a “mão na terra”, preparando o solo. “Eles aprenderão a compreender o que precisam fazer, plantar as sementes, eles vão aprender a questão de cuidar do meio ambiente. Tudo que for plantando lá vai vi para a escola e distribuído entre as famílias de nossos estudantes”.

Os projetos de melhoramento para o Aquarela ainda se estende á instalação de um a pequena piscina com duchas, criação da Associação da Escola, onde o processo de organização da documentação já está a todo o vapor, criação de um tangue de peixe e recuperação da outra parte do prédio que antiga escola Estadual

Mão de obra

Antônio Campos, Aldenor Sousa e André Pires, fazem parte da equipe que está cuidando das melhorias na escola, e para eles o momento é satisfatório, pois gerou a volta dos profissionais ao emprego. “A gente está feliz por está aqui nesta obra, ajuda muito nesse momento que todos foram afastados de seus serviços por causa do vírus da pandemia. A gente vê muitos profissionais de nossa área parados, e estamos aqui trabalhando, ficamos agradecidos”, comemora Antônio Campos que é o proprietário da Construtora Campos.

O responsável pela construção da horta, o senhor Aldenor Sousa, não mede esforços para que o ambiente receba uma cara bonita rápido, pois já sabe que tem outro serviço que pode ser oferecido a ele. “Fiquei alguns dias em casa sem trabalhar, e, hoje já está garantida a renda para sustentar a família. Fico satisfeito de poder voltar a trabalhar”, conta

Compartilhe no:

Relacionados