Tocantins - 24/10/2020 - 19:51

Pequenos agricultores são orientados sobre como fornecer produtos para as escolas municipais

Postado em 30/08/2018

Compartilhe no:

Cerca de 50 produtores dos distritos de Burutirana, Taquaruçu, Taquaruçu Grande e de projetos de assentamentos vizinhos a Palmas participaram nesta quarta-feira, 29, de oficina de orientações técnicas para comercialização da agricultura familiar em Palmas. A atividade faz parte da programação do Agosto Verde 2018 e aconteceu na Escola de Tempo Integral (ETI) Fidêncio Bogo, em Palmas.

Na ocasião, a gerente de licitações da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Antonia Cherla Barroso da Silva, explicou aos presentes como podem participar do procedimento de compra de produtos da agricultura familiar.  O procedimento começa com a divulgação de editais no Diário Oficial do Município e em jornal impresso local.

O pequeno produtor interessado só precisa cumprir as instruções do edital que, em geral, pede a apresentação de documentos pessoais, de um projeto de venda – com a descrição dos alimentos que ele produz – e a Declaração de Aptidão ao Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

“Alguns produtores deixam de participar por falta de conhecimento sobre como a documentação necessária. Mas não é nada complicado. Não é necessário que eles contratem ninguém para fazer isso”, explicou a gerente da Semed, Antonia Cherla. Os valores praticados no procedimento, segundo a gerente, são tabelados e divulgados pela própria escola na abertura do procedimento.

”Para a escola é vantagem ter como fornecedor de alimentos o pequeno produtor pela qualidade dos produtos dele, sempre frescos”, avaliou a diretora da ETI Fidêncio Bogo, Queli Fiametti.

Agricultura familiar

Segundo a Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (Seagro), um grupo de governança proposto durante a oficina, acatado pelo grupo presente, será instalado nos próximos meses para garantir discussões e articulações necessárias para qualificar a comunicação entre produtores e instituições governamentais e melhorar a comercialização desses produtores através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Além da Prefeitura de Palmas, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder), foram parceiros da programação, a Secretaria Estadual de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), Seagro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Federação Tocantinense das Associações e Entidades Rurais do Tocantins (Faerto) e o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Tocantins (Consea-TO).

Compartilhe no:

Relacionados