Tocantins - 06/07/2022 - 00:08

Folha do Jalapão

APARECIDA: A vereadores, prefeito Suzano esclarece que folha de pagamento não suporta aumento neste momento

Postado em 18/05/2022

O encontro não teve a participação de representantes da classe dos profissionais da Educação. O gestor municipal esclareceu que a folha de pagamento não suporta aumento neste momento

O prefeito de Aparecida do Rio Negro, Suzano Marques, recebeu na manhã desta quarta-feira, 18, o presidente da Câmara Municipal, Neto Tavares, juntamente com os vereadores Diego do Lió e Ratinho Barros. Os parlamentares buscavam um acordo para aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 02/2022, enviado ao Legislativo Municipal, que concede o piso salarial aos professores do Magistério, que corresponde ao aumento de 33%, além do reajuste de 10% aos professores efetivos que recebem acima do piso, e solicitaram que o aumento beneficie também toda a classe educacional. No entanto, os representantes dos profissionais da Educação não compareceram ao encontro.

O prefeito Suzano explicou que, neste momento, a emenda ao PL é inviável para o município. “O que demonstramos aos vereadores é que já estamos no limite do teto de gastos com a folha de pagamento, com 51,76%, enquanto nosso teto é 54%, sob pena de punição do Tribunal de Contas e não aprovação das contas. Vamos implementar um incremento na folha de R$ 220 mil referente ao retroativo, além de R$ 58 mil mensal, atingindo 53,5% dos gastos. Então, não temos folga financeira e nem percentual no limite da folha”, afirmou.

Suzano reiterou ainda que o Poder Executivo fez sua parte ao elaborar o projeto e que cabe à Câmara aprovar ou não. “Estamos atendendo uma demanda que é uma lei federal. Os administrativos são tão importantes quanto os professores, mas iremos discutir essa situação em um segundo momento. Já sinalizamos ao Sintet que vai haver uma nova conversa quando observarmos a evolução da receita do município. Quando houver essa disponibilidade financeira não teremos problemas em sentar com os vereadores e com os servidores”, disse

O presidente Neto Tavares enfatizou que os servidores interessados não compareceram ao encontro. “Fizemos a nossa parte em adiar a votação para amanhã, falamos aos servidores e convidamos alguns representantes para dar força à solicitação, mas ninguém compareceu. Colocaremos o projeto em votação amanhã sem as emendas, conforme também foi explicado pelo prefeito que neste momento não há brecha para o aumento”, esclareceu.

Compartilhe no:

Relacionados