Tocantins - 03/12/2020 - 07:32

Aulas no Tocantins retornam de forma escalonada a partir do dia 29 de junho

Postado em 04/06/2020

Compartilhe no:

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Sedcu), apresentou nesta quinta-feira, 4 de junho, proposta de retomada do ano letivo e avanço no novo modelo de educação durante e pós-Covid 19. Os primeiros a voltar serão os alunos da terceira série do ensino médio, que retornam de 29/6 a 31/7 de forma não presencial, à distância.

Em 03/8, as aulas retornarão de forma semipresencial para os alunos da terceira série do ensino médio. Os demais alunos voltarão de forma escalonada a partir deste mês. Haverá um guia de orientação. “Enquanto uma turma estuda presencialmente a outra estudará em casa”, declarou a secretária ao falar sobre a distância.

A coletiva foi concedida pela secretária Adriana Aguiar. Ela começou afirmando que “temos que nos reinventar. Pensar em um novo modelo, uma total reestruturação para este momento agora de pandemia e pós-covid-19”. Ela explicou ainda que “não cogitamos solução EAD para o nosso ensino. Iremos atender nossos alunos conforme a nossa realidade”.

A secretária explicou ainda que os alunos até a segunda série do ensino médio terão 15% de déficit na carga horária deste ano. Segundo Adriana, o Governo do Tocantins adotará como alternativa que “o aluno cumpra o deficit em formato de créditos em 2021 simultaneamente com a série subsequente“. Ela informou ainda que o ano letivo de 2020 encerrará em janeiro de 2021. “O ano letivo de 2021 começará em fevereiro“, declarou.

Ela disse  que a proposta teve como pilar a segurança dos alunos, profissionais e profissionais da educação, bem como levou em conta a diversidade do perfil dos públicos e de localização nas escolas. “Tivemos uma comissão que fez o estudo e temos hoje uma proposta que teve a contribuição de diversos atores. O que queremos trazer é uma alternativa permanente, sustentável, que seja praticada agora e no pós-covid”.

A secretária revelou que o novo modelo garantirá os equipamentos de proteção para alunos e profissionaishaverá rodízio de turmas que serão reformuladas e nas salas de aulas terão distanciamento.

A suspensão

As atividades educacionais na forma presencial estão suspensas em todo o Tocantins até dia 30 de junho, conforme decreto no Tocantins.

Estamos vivendo um momento sem precedentes. Um vírus muito dinâmico que requer a revisão de nossas ações quase que diariamente. Nossa preocupação maior é com a população, no sentido de evitar aglomerações para que esse vírus não se propague ainda mais, levando mais pessoas a adoecerem e aí colapsar a rede de saúde”, afirma o governador Mauro Carlesse.

A suspensão das aulas na forma presencial abrange tantas instituições da rede pública quanto privada, da educação básica ao ensino superior.

As aulas em estabelecimentos de ensino com sede no Estado do Tocantins, públicos ou privados, como escolas e universidades foram suspensas por tempo indeterminado a partir de 18 de março, em razão das ações de prevenção ao vírus Covid-19 (novo Coronavírus) adotadas pelo Governo. (Gazeta do Cerrado)

Compartilhe no:

Relacionados