Tocantins - 20/06/2021 - 00:19

Cras de Aparecida do Rio Negro mostra superação de pessoas com deficiência

Postado em 25/04/2021

Compartilhe no:

A Secretaria Municipal de Assistência Social do Município tem mostrado a história de vida de pessoas especiais moradoras de Aparecida do Rio Negro, que superam dificuldades diariamente, mas que são exemplos de vida.

Para muitas pessoas, a deficiência física é sinal de empecilhos para a vivência. Mas para quem vive essa realidade, a superação diária os torna seres humanos extraordinários por serem especiais, e superarem as dificuldades do dia a dia como verdadeiros exemplos de vida. A Secretaria Municipal de Assistência Social de Aparecida do Rio Negro tem mostrado estes exemplos durante todo este mês, por meio da campanha “Abril Azul:somos todos iguais nas diferenças.”

O mês de conscientização da pessoa com deficiência visa realizar ações de forma remota, com publicações sobre o tema nas redes sociais, desmistificando a questão da deficiência e mostrando que é possível a inclusão, independentemente de suas diferenças.

A secretária Luisinha Marques tem visitado os moradores com deficiência, juntamente com a equipe de Centro de Referência em Assistência Social (Cras), para conversas e gravações de vídeo, com o intuito de valorizar os moradores, e mostrar um pouco da vida de cada um e suas superações. “A deficiência traz um mundo completamente diferente, e priorizar quem realmente importa faz toda a diferença. Lidar com problemas que surgem, tomar as atitudes apropriadas, superar obstáculos, enfim, é o aprendizado que fica”, ressalta a secretária.

As histórias mostradas pelos vídeos surpreendem a todos, já que mostram a realidade do dia a dia das pessoas, que muitas vezes, são invisíveis aos olhos de muitos. A história da jovem Kênia Brasil, de 36 anos filha da servidora pública Leonice Brasil, contagiou a todos pela alegria de mãe e filha.

“Assim que ela nasceu e descobrimos que ela tinha uma deficiência, corremos atrás de tratamento para ela, com a graça de Deus, procuramos os profissionais de saúde, e devido a esse problema ela teve atraso de desenvolvimento motor e só conseguiu andar aos 14 anos. De lá para cá tem sido uma superação a cada dia. Ela consegue se socializar, e gosta de conversar, e nós como bons cristãos só agradecemos a Deus por essa conquista a cada dia”, ressalta Leonice.

O jovem Robertino Ferreira Mangueira é sempre querido por todos, e gosta de conversar e fazer amigos. “Eu sou feliz, e muito!”, disse ele ao receber juntamente com a sua mãe, dona Nenzinha, a equipe do Cras.

Seu José Ribamar dos Santos, de 61 anos, é morador antigo do Município e sua casa é um ponto de encontro para muitos amigos. Conhecido como Zezinho, nunca se deixou subestimar pela deficiência, e cultiva sempre a sabedoria da superação diária. Casado, pai de dois filhos e avô de quatro netos, ele tem a família como base para tudo e procura cultivar e valorizar sempre boas amizades.

 “Não é porque eu sou uma pessoa com deficiência que eu não posso formar uma família, que eu formei, casei, sempre fui honesto com minha família e meus netinhos também, isso foi a melhor coisa da minha vida e eu não abaixo a cabeça. Para mim sou igual aos outros e sou feliz com minha família”, disse ele.

Outro exemplo de superação é o jovem Marcelo Barbosa, que é deficiente auditivo, e isso não o impede de ter uma vida totalmente independente: é montador de móveis e antenas parabólicas. Segundo sua mãe, dona Rita Barbosa, Marcelo é um jovem que tem uma vida normal: “trabalha, se diverte e tem muitos amigos”, disse.

 Os vídeos serão postados durante todo mês nas redes sociais do Cras e da Prefeitura Municipal. Ajude a compartilhar e participe!

Compartilhe no:

Relacionados