Tocantins - 20/06/2021 - 00:25

Em Aparecida do Rio Negro, homem que escondia drogas na casa da avó é preso pela Polícia Civil

Postado em 05/05/2021

Compartilhe no:

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 78ª Delegacia de Aparecida do Rio Negro, deflagrou na manhã desta quarta-feira, 5, a operação Drug War. A ação resultou na prisão de um homem de 36 anos, suspeito por tráfico de drogas, e na apreensão de grande quantidade de maconha.

Comandada pelo delegado-chefe da 78ª DP, Fabricio Piassi, e com apoio da 70ª e da 71ª Delegacias de Porto Nacional, bem como da 1ª Delegacia de Palmas, a operação teve por objetivo dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão em residências pertencentes à avó e à mãe do investigado, locais onde ele estaria escondendo porções de drogas.

Segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, o suspeito estaria vendendo drogas no município e guardava o material em sua residência e na de sua avó, sendo que os entorpecentes estavam enterrados nas proximidades das duas casas. Com o aprofundamento da ação, os investigadores descobriram que o suspeito pegava pouca quantidade de drogas em seu esconderijo para, no caso de uma abordagem policial, tentar se passar por usuário e não traficante.

Na casa da avó do homem, os policiais encontraram uma bucha de maconha em um dos quartos, que seria de um primo do suspeito, de 22 anos, além de mais 19 buchas de maconha e uma de crack, as quais estavam escondidas no quintal sob alguns escombros. Já na residência do suspeito, os agentes localizaram a quantia de R$ 605 em dinheiro, além de seis tabletes de substância análoga à maconha, que estavam enterradas dentro de um balde em um matagal que fica a cerca de 100 metros atrás de sua casa.

O primo do suspeito foi autuado pela prática do delito de uso de drogas, previsto no Artigo 28 da Lei nº 11.343/06, e o suspeito preso em flagrante por tráfico de drogas, previsto no Artigo 33, caput, da Lei nº 11.343/06.

Após passar por exame de lesão corporal, o homem foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). “A unidade policial de Aparecida do Rio Negro tem intensificado as investigações e o combate ao tráfico de drogas. Novas operações podem ocorrer a qualquer momento”, destacou o delegado.

Compartilhe no:

Relacionados