Tocantins - 01/03/2021 - 16:21

Enfermeira de 52 anos é a primeira pessoa vacinada contra Covid-19 no Tocantins

Postado em 18/01/2021

Compartilhe no:

A enfermeira Edileuza Ferreira dos Santos, de 52 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra o coronavírus no Tocantins. Ela trabalha na linha de frente do combate à Covid-19 no Hospital Regional de Gurupi e faz parte do grupo prioritário para a imunização. A aplicação da dose foi feita no Laboratório Central do Estado (Lacen) às 20h04.

O primeiro carregamento da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegou ao aeroporto de Palmas às 18h11. O carregamento foi escoltado até o Lacen pela Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Edileuza Ferreira é casada e tem duas filhas. Ela é hipertensa e faz parte do grupo de risco. A servidora atua no Hospital Regional Gurupi desde 1994.

Outras duas pessoas também foram vacinadas na noite desta segunda-feira (18).

  • A técnica de enfermagem Jocília Tito Barbosa foi a segunda pessoa a ser vacinada. Moradora de Palmas, ela tem 50 anos e trabalha no Hospital Geral de Palmas (HGP) há nove anos.
  • O terceiro vacinado foi o indígena José Rolando, de 30 anos, da etnia Xerente. Ele é casado, tem dois filhos e vive na aldeia Funil, em Tocantínia.
Enfermagem Jocília Tito Barbosa foi a segunda vacinada — Foto: Edson Reis/G1

Enfermagem Jocília Tito Barbosa foi a segunda vacinada — Foto: Edson Reis/G1

O momento foi acompanhado por políticos, forças de segurança, autoridades e profissionais da imprensa. No Lacen também foi apresentado o plano logístico para a vacinação contra a Covid-19 no estado.

Segundo o Ministério da Saúde, o Tocantins recebeu 44 mil doses da CoronaVac para serem distribuídas aos 139 municípios do estado. Do total, 29.840 imunizantes são para a população geral e 14.160 são destinadas exclusivamente aos indígenas.

Indígena foi o terceiro a receber a vacina — Foto: Edson Reis/G1

Indígena foi o terceiro a receber a vacina — Foto: Edson Reis/G1

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17). A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford, cujas doses devem chegar ao país nas próximas semanas.

Doses da vacina após chegada no laboratório central do estado — Foto: Edson Reis/G1

Doses da vacina após chegada no laboratório central do estado — Foto: Edson Reis/G1

Situação da pandemia no Tocantins

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (18) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Tocantins soma 96.589 diagnósticos de coronavírus e 1.316 pessoas já morreram em decorrência da doença. As cidades mais afetadas pela pandemia são Palmas e Araguaína e os idosos são os que mais morrem.

Neste mês houve alta nos registros da Covid-19 e atualmente, 9.846 pessoas estão tratando a doença. Do total, 241 estão hospitalizadas em leitos clínicos ou Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Fonte: G1 Tocantins.

Compartilhe no:

Relacionados