Tocantins - 22/05/2024 - 09:23

Folha do Jalapão

ESPECIAL: Dona Madalena, a Mulher Líder que ajudou a construir Aparecida

Postado em 30/03/2023

A construção de toda uma cidade passou pelas mãos e pelo olhar de dona Madalena, que além de pioneira, foi a primeira vereadora mulher eleita no município. Gerou frutos em diversas áreas de atuação, tanto política, social, religiosa e educacional

Mulheres aparecidenses que não se furtaram em exercer com amor e sabedoria suas funções, que se dedicaram e deram tudo de si por suas famílias e pela comunidade, sem medir condições, sem enumerar esforços. Dona Madalena Carvalho é uma líder nata, uma personalidade feminina que em tempos difíceis, mostrou que a mulher pode estar onde quiser, e ser atuante onde sonhar.

Ela foi uma das homenageadas da Câmara Municipal durante a Sessão Especial do Dia Internacional da Mulher. O Jornal Folha do Jalapão mostra a história dessas personagens, que até hoje são referências para as mulheres aparecidenses, para as famílias e toda a comunidade. 

Uma pioneira que contribuiu com a construção do município e gerou frutos: filhos, netos, que se empenham até hoje no desenvolvimento da cidade, na atuação social e na política. A primeira vereadora de Aparecida do Rio Negro se destacou em sua época como uma realizadora, e não somente sonhadora. Dona Madalena é uma mulher de muitos talentos, de atitude, que tem iniciativa, e mudou a realidade dos que estiveram ao seu redor durante sua trajetória.

As flores foram entregues para a homenageada por seu neto, Renan Carvalho, que também é presidente da Agência Aparecidense de Saneamento e Limpeza Pública (AAS).

Homenagem

A mulher, dona Madalena, é multitalentos e se destaca em cada um deles: seja como filha, mãe, avó, nora, professora, costureira, vereadora, cristã, na poesia e na oratória. Aos 75 anos é mãe de sete filhos, sendo que todos herdaram da mãe os valores repassados por ela ao longo dos 50 anos em que esteve casada com seu Deusdete de Carvalho (Im memoriam), com quem construiu uma família unida e solidificada.

Natural da Fazenda Carolina no município de São Pedro dos Crentes no Maranhão, migrou ainda criança para Tocantínia, onde estudou no Colégio Batista e firmou sua fé desenvolvendo suas habilidades como serva de Deus. Tem um espírito de líder herdado por seu pai Fortunato Pinto, da qual deixou grandes marcas no município.

A primeira mulher eleita vereadora de Aparecida, tem seu nome eternizado no município, já que também é autora do hino municipal, sendo ela mesma que compôs letra e melodia. Dona Madalena também se destaca na área educacional, pois foi uma das primeiras professoras da região, e é responsável pelo Cartório de Registro Civil do município.

É uma mulher guiada pela fé e por princípios cristãos. Sua vida também é marcada pela fé, sendo uma das responsáveis pela implantação da Igreja Batista na cidade. Matriarca de uma família que é referência na vida política, religiosa e social da cidade, é mãe da primeira-dama Luísa Marques, do vereador que atuou por cinco legislaturas, Mem de Sá Pereira, além Samuel Pereira, Marisa Pereira,  Denisa Carvalho,  Beliza Carvalho e Alexuel Pereira.

Desde ao ano passado ela se empenha em ofertar cuidados diários, inclusive se tornou “nutricionista”, para garantir a qualidade de vida da filha Denisa Carvalho, que faz tratamento contra o câncer.

Dona Madalena é um espelho não só para os filhos, mas para toda a sociedade aparecidense. Em tempos de tantas dificuldades, ultrapassou cada uma delas com muita força, coragem e determinação. Sua história é um legado a ser seguido pelas futuras gerações.

É uma mulher ativa, empoderada, que se destaca em tudo que se propõe fazer. Por suas contribuições por um mundo melhor para as mulheres e por tudo que fez em Aparecida do Rio Negro, ela recebeu as homenagens da Câmara Municipal e de toda a cidade.

Compartilhe no:

Relacionados