Tocantins - 01/03/2021 - 15:49

Governador e prefeitos discutem a instalação de barreiras sanitárias nas divisas para fazer testes rápidos

Postado em 30/04/2020

Compartilhe no:

Uma das principais preocupações são os caminhoneiros, que moram no Tocantins, mas passam por vários estados durante as viagens de trabalho.

O governador do Tocantins Mauro Carlesse (DEM) e prefeitos de vários municípios do estado se reuniram no dia 29 de abril, para debater ações de combate ao novo coronavírus. Uma das pautas discutidas foi a instalação de barreiras sanitárias para orientar e fazer testes rápidos em viajantes, principalmente caminhoneiros que passam por vários estados, durante as viagens de trabalho.

A reunião foi feita no mesmo dia em que o Tocantins registrou a terceira morte por coronavírus. Trata-se do caminhoneito tocantinense Valdir Conceição Teles, de 52 anos. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES) ele morreu após dar entrada no Hospital Geral de Palmas (HGP). O paciente morava na capital, era diabético e havia viajado recentemente para o Maranhão.

O governador pontuou que cada prefeito deve adotar as ações que melhor adeque à sua realidade, mas a importância de um alinhamento trará mais pontos positivos para o Tocantins.

“A Barreira de Aconselhamento Sanitário e Testagem é uma ação conjunta que foi pensada após alguns caminhoneiros contaminados terem passado por estas divisas. Se os aconselharmos ou diagnosticarmos antes das suas paradas habituais, podemos evitar que outras pessoas também adquiram a doença”.

Participaram da reunião, os prefeitos de Palmas, Araguaína, Gurupi, Guaraí, Dianópolis, Talismã, Palmeirópolis, Caseara, Aguiarnópolis, Pedro Afonso e Jaú do Tocantins. Alguns desses municípios fazem divisa com outros estados.

A prefeita de Guaraí, Lires Ferneda, argumentou que a grande preocupação da cidade é exatamente a circulação dos caminhoneiros, já que a BR-153 passa por dentro da cidade. “Os casos que tivemos aqui, são exatamente desses profissionais que são residentes dos municípios, e que vieram de outros estados após suas rotinas de trabalho, e que consequentemente contaminou seus familiares”, disse.

Outros pontos debatidos na reunião foi a distribuição dos testes rápidos, dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e dos recursos destinados a cada município para uso exclusivo com a Covid-19, além da implementação dos hospitais de campanha nas grandes cidades.

“Enviamos EPI’s e testes rápidos para os municípios, além de verbas do Governo Federal, destinadas para a prevenção e combate à pandemia. No mais estamos em fase de levantamento de custos e buscas de recursos para a construção de Hospitais de Campanha. Mas com entendimento total de que precisamos de mais leitos, estamos trabalhando também na instalação desses leitos em hospitais particulares”, disse o secretário. de Saúde, Edgar Tollini.

Compartilhe no:

Relacionados