Tocantins - 19/05/2022 - 09:24

Folha do Jalapão

Governo cria Delegacia de Combate aos Crimes Rurais e lança Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar Artesanal de Pequeno Porte

Postado em 12/05/2022

Decreto de criação foi assinado durante 22ª Agrotins

Na 22ª edição da Feira de Tecnologia Agopecuária do Tocantins (Agrotins 2022), o governador Wanderlei Barbosa assinou o Decreto nº 6.451, que cria a Delegacia Especializada de Combate aos Crimes Rurais (Deleagro). O objetivo foi fortalecer as estruturas de segurança voltadas às zonas rurais no combate aos crimes no campo. Na ocasião também foi lançado o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf).

Em um primeiro momento, a Deleagro vai atuar na circunscrição das regionais de Palmas, Paraíso e Porto Nacional, mas pode, excepcionalmente, vir a atuar em todo o território do Tocantins. Compete à nova delegacia, a repressão aos crimes patrimoniais relacionados aos bens constituídos por animais selvagens, domesticados ou domésticos, bem como demais crimes patrimoniais relacionados à atividade rural, como subtração de insumos, defensivos e máquinas agrícolas, entre outros, além prestar apoio às demais unidades policiais na apuração dos delitos contra o agronegócio.

“Queremos mais homens não só nas ruas, mas também para proporcionar segurança no campo, isso é nossa obrigação. O Governo está atuando em todas as vertentes de produção”, frisou o governador Wanderlei Barbosa ao assinar o Decreto que cria a unidade.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Vlademir Costa, disse que essa era uma demanda do setor que agora está sendo atendida pelo governador Wanderlei Barbosa. “Foi uma determinação do governador Wanderlei Barbosa dar a devida atenção a esse pessoal e acrescentamos mais essa delegacia, que está sendo sediada em Palmas, e que vai atender também Porto Nacional, Paraíso e com possibilidade de atender todo o Estado e dar resposta a esse tipo de crime que vem aumentando”, ressaltou.

SUSAF

Já o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte vai permitir que os estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) comercializem em todo o território tocantinense. Isso significa que a partir do recebimento do certificado de inclusão, o município poderá realizar a comercialização intermunicipal de produtos de origem animal com o selo do SIM, e vegetal com o Alvará e/ou autorização sanitária da Vigilância.

A cidade de Colinas do Tocantins foi o primeiro município a solicitar a adesão ao programa estadual. Atualmente o Tocantins conta com 121 municípios com o serviço de inspeção estadual implantado. “Esse selo vai permitir que o micro e o pequeno produtor possam comercializar fora do seu território, dentro dos requisitos de segurança sanitária”, ressaltou o Governador.

Wanderlei Barbosa frisou que a iniciativa vai permitir o aumento da produção de muitas famílias no campo e fazer crescer os pequenos negócios.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Jaime Café, destacou a importância das duas iniciativas do governador Wanderlei Barbosa. “Em um momento só o senhor faz duas ações de tamanha grandeza. Isso vem sendo pensado há dez anos e agora vemos os prefeitos e os produtores rurais esperançosos porque vão poder comercializar os seus produtos aqui em Palmas, a exemplo de Colinas do Tocantins e outros municípios. Por outro lado, o produtor agora vai ter a quem recorrer no caso de um roubo em sua propriedade”, ressaltou.

(Secom-TO)

Compartilhe no:

Relacionados