Tocantins - 30/10/2020 - 15:39

Homem do campo recebeu suporte em Ponte Alta

Postado em 31/01/2018

Compartilhe no:

Apoio para o plantio, manutenção de estradas, abertura de cacimbas entre outras ações foram realizadas no primeiro ano de mandato do prefeito Kleber do Sacolão.

Oferecer o suporte para que o pequeno produtor produzisse e tivesse uma vida digna no campo foi uma das prioridades da Secretaria de Agricultura de Ponte Alta do Tocantins no primeiro ano de mandato do prefeito Kleber do Sacolão. Conduzidaww por Joacir Mascarenhas, a pasta executou importantes ações que melhoraram a qualidade de vida dos moradores da zona rural.
O trabalho de recuperação das estradas em 2017 foi bem avançado. Locais antes sem a mínima condição de tráfego já receberam a aprovação dos moradores que necessitam se deslocar para a sede do município, como é o caso do senhor Belmiro do Lago Jacobino, 79 anos, proprietário da Fazenda Deus te Guarde, localizada apenas a 7 km da cidade.
Atento a cada detalhe, seu Belmiro fez questão de acompanhar a construção da estrada. “Desde 1970 foi a terceira vez que veio uma patrol aqui na fazenda. Eu cai foi os dentes tudo de tanto pedir para esses prefeitos mandar arrumar minha estrada. Não aguentava mais, vinha aqui só de bicicleta e a minha idade já não permite mais isso”, relatou o pequeno produtor.
Emocionado, seu Belmiro ainda conta que foram muitas as vezes que teve que deixar de levar para casa os alimentos que plantava na terra, por não conseguir carregar em sua bicicleta, transporte este que afirma querer aposentar. “Agora meus filhos vão poder vir me trazer, buscar as coisas. Eu digo mais: Prefeito Kleber, estou muito satisfeito, muito obrigado pelo que você fez por nós, estou muito satisfeito com isso”, agradeceu o senhor Belmiro.
A manutenção e melhoria das condições das estradas vicinais para tirar dezenas de pequenos produtores do isolamento, foi uma das primeiras ações da pasta. “Tivemos um grande avanço, fizemos a manutenção em mais de 350 km de estradas, atendemos os pequenos produtores que se encontravam sem acesso. Além do cascalhamento e abertura de estradas, realizamos a manutenção periódica delas, pois a gente sabe da importância desse acesso para a população que reside nas chácaras e sítios”, afirmou o secretário Joacir.
“Hoje eu consigo ter uma mesa farta em minha casa aqui em Ponte Alta, a produção aumentou com a chegada da estrada na minha fazenda”, conta seu Maxmiano Alves Rodrigues, 71 anos, proprietário da Fazenda Barreiro, localizada a 17 km da cidade. O pequeno produtor que há anos sofria com a falta de acesso, comemorou a chegada do benefício com novos investimentos na propriedade. “Estou até fazendo um empréstimo no Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar], já construi um curral e a vontade de trabalhar dobrou. A gente precisava só da estrada e o prefeito Kleber nos atendeu na mesma hora”, contou.

Recuperação
Em 2017, mais de 70% das estradas foram recuperadas e a gestão continua trabalhando para atender todas as regiões, como explicou o prefeito do município, Kleber do Sacolão. “Estamos nos esforçando para recuperar todas as estradas rurais do município para que os pequenos produtores não fiquem no prejuízo por falta de acesso”, informou.
O gestor ainda ressaltou que a iniciativa da gestão visa melhorar a vida de todos os que residem na zona rural. “Facilitar a vida do pequeno agricultor que precisa se deslocar até a cidade e também o acesso do transporte escolar, possibilitando mais segurança para todos os cidadãos é nosso comprometimento”, enfatizou o gestor.

Sucateados
De acordo com o secretário de Agricultura as máquinas da prefeitura trabalharam em ritmo acelerado para atender a demanda em 2017. “No início da gestão, nos deparamos com todo o maquinário em estado crítico, nenhum em condições de uso. A patrol, por exemplo, encontramos sem pneus, em cima de uns paus. A palavra de ordem do prefeito era que cada pasta exercesse suas funções com agilidade, mas dentro dessa realidade encontrada, tivemos que primeiro consertar todo o maquinário para então iniciar as atividades”, relatou Joacir.
O secretário contou ainda que a expectativa de trabalho para 2018 é bem maior. “Em 2017 nosso trabalho foi tirar as regiões da UTI, nos deparamos com os acessos totalmente danificados, famílias isoladas, a rota escolar sem condições de trafegar e todo maquinário sem condições de uso. Estamos começando o ano com a casa mais arrumada e a expectativa da aquisição de uma nova retroescavadeira para atender a demanda”, destacou o secretário.

Compartilhe no:

Relacionados