Tocantins - 19/01/2021 - 01:25

Mãe do 1º morto por coronavírus no Brasil tem sintomas e marido e filhos internados: ‘Esse problema existe’

Postado em 19/03/2020

Compartilhe no:

Mãe do 1ª brasileiro que morreu com Covid-19 está preocupada com o marido e filhos

A primeira mãe a perder o filho para o novo coronavírus está isolada em casa com sintomas da doença e disse nesta quinta-feira (19) estar preocupada com o marido e os outros dois filhos, também idosos, que estão internados.

A mãe do senhor que morreu contou também tem sentido dores físicas. “Eu estou sentindo mal-estar no corpo, uma sensação ruim, boca seca, boca amarga, é tudo”, disse.

Outro parente disse que a família só soube a causa da morte no enterro, pois o caixão estava lacrado. Ele confirmou que outras pessoas da família estão internadas em estado grave, e que nenhuma fez teste para o novo coronavírus.

“No velório falaram que deveria ser de caixão fechado, e nisso a gente teve um estalo de que tinha alguma coisa errada, que estavam omitindo alguma coisa da gente”, disse o homem, que preferiu não se identificar.

“Cinco pessoas moravam com meu tio que faleceu e, infelizmente, até agora ninguém ninguém fez o teste. Eu tenho mais uma tia e um tio no hospital, todos na UTI. Meu avô agora teve um quadro de piora”, completou.

As vigilâncias sanitárias do município e do estado de São Paulo realizaram nesta quinta-feira (19) uma inspeção no hospital Sancta Maggiore, no Paraíso, Zona Sul de São Paulo. A unidade da rede Prevent Senior registrou as cinco mortes confirmadas até agora em virtude do novo coronavírus em São Paulo e a rede tem 123 casos suspeitos da doença.

O objetivo da inspeção foi checar as condições de segurança para os empregados e pacientes e a forma como casos registrados da unidade estão sendo notificados às autoridades. A rede Prevent Senior tem oito funcionários confirmados com o vírus.

“Eu não me conformo de perder meu filho em um problema tão grave. Eu só espero que as pessoas acreditem – esse problema existe e está aqui”, disse a senhora de 82 anos. O filho, de 62, foi o primeiro caso do estado de São Paulo e do Brasil de morte pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), na terça-feira (17).

A mãe do senhor que morreu contou também tem sentido dores físicas. “Eu estou sentindo mal-estar no corpo, uma sensação ruim, boca seca, boca amarga, é tudo”, disse.

Outro parente disse que a família só soube a causa da morte no enterro, pois o caixão estava lacrado. Ele confirmou que outras pessoas da família estão internadas em estado grave, e que nenhuma fez teste para o novo coronavírus.

“No velório falaram que deveria ser de caixão fechado, e nisso a gente teve um estalo de que tinha alguma coisa errada, que estavam omitindo alguma coisa da gente”, disse o homem, que preferiu não se identificar.

“Cinco pessoas moravam com meu tio que faleceu e, infelizmente, até agora ninguém ninguém fez o teste. Eu tenho mais uma tia e um tio no hospital, todos na UTI. Meu avô agora teve um quadro de piora”, completou.

As vigilâncias sanitárias do município e do estado de São Paulo realizaram nesta quinta-feira (19) uma inspeção no hospital Sancta Maggiore, no Paraíso, Zona Sul de São Paulo. A unidade da rede Prevent Senior registrou as cinco mortes confirmadas até agora em virtude do novo coronavírus em São Paulo e a rede tem 123 casos suspeitos da doença.

O objetivo da inspeção foi checar as condições de segurança para os empregados e pacientes e a forma como casos registrados da unidade estão sendo notificados às autoridades. A rede Prevent Senior tem oito funcionários confirmados com o vírus.

Compartilhe no:

Relacionados