Tocantins - 20/06/2021 - 01:48

Município de Mateiros realiza estudo de viabilidade para desativação do atual lixão

Postado em 24/05/2021

Compartilhe no:

 A preocupação da Prefeitura Municipal com as questões ambientais vem colocando em prática ações para a preservação e recuperação de áreas. O prefeito João Martins, em parceria com os institutos Natura Vida, e Pé de Copaíba, está buscando maneiras de viabilizar o encerramento do lixão e instalação de um aterro de pequeno porte.

A Prefeitura Municipal de Mateiros está preocupada em se adequar à legislação voltada para o descarte de resíduos sólidos. Para isso, o prefeito João Martins, por meio de parcerias, está em busca de realizar um estudo para a viabilização da desativação do atual lixão da Cidade, local onde os resíduos são descartados.

“Estamos muito preocupados com essa questão de lixo, e estamos recorrendo à possibilidade de encerrar o lixão e trabalhar em cima de um projeto aqui, porque tem aumentado muito o turismo nos últimos anos, e aumentou também o lixo. Buscamos as parcerias para o levantamento e possibilidade de implantar um aterro de pequeno porte”, explicou o prefeito João Martins.

O secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Turismo, Maicon Dimbarre, enfatizou que o projeto pretende também implantar projeto de reciclagem no Município. “Será realizado um estudo de impacto ambiental do atual lixão no Município e o processo que deve ser montado para desativá-lo, porque dentro deste processo será feito um estudo de quanto e qual tipo de lixo é produzido, além da instalação do projeto de reciclagem, ao mesmo tempo em que esse lixão será desativado, para diminuir também a quantidade de lixo que é produzido. O aterro de pequeno porte irá receber o lixo que não pode ser tratado”, ressalta Maicon.

Visita

Em abril, o prefeito João Martins, juntamente com o secretário Maicon, esteve em visita ao Naturatins para verificar a situação do processo de licenciamento de tramita no órgão. Na última semana, o prefeito recebeu no Município a visita técnica das entidades parceiras para a execução dos projetos. A Prefeitura Municipal, por meio da Sedematur e secretarias de Agricultura, e Administração e Obras, conta com a parceria dos institutos Natura Vida, e, Pé de Copaíba. Este último abriga o viveiro municipal da Cidade.

 “A visita foi para trabalhar uma forma de zerar o lixão, para colocarmos o lixo em um local adequado, porque não tem a mínima possibilidade de continuarmos a jogar o lixo ali”, comentou o prefeito.

A visita técnica teve o objetivo de conhecer a atual situação do lixão e buscar maiores informações sobre os locais para a instalação do mini aterro sanitário. Além do prefeito, estiveram presentes o secretário Municipal de Agricultura, Darley Sousa, secretário de Administração e obras, Avanir dos Santos, o responsável pelo Instituto Pé de Copaíba, José Júnior (Juniera), e o engenheiro ambiental do Instituto Natura e Vida, Cassius Ferreira, que enfatizou que o Município possui a viabilidade da implantação do aterro de pequeno porte.

“O lixão vem trazendo problemas ambientais e de corresponsabilidade para o Município de Mateiros, através da Prefeitura, que é a sua gestora. Neste sentido iremos construir um plano de recuperação para esta área, com as soluções ambientais necessárias para tirar o Município da inadequação, por isso a importância da construção de um aterro sanitário de pequeno porte”, afirma o engenheiro.

O Instituto Natura Vida, por meio de convenio com o Instituo Pé de Copaíba, e a Prefeitura Municipal, estará dando suporte e apoio às questões políticas, ambientais e sociais de inclusão para a implantação do projeto de reciclagem, sendo que o instituto já possui um sistema de reciclagem e recolhimento de resíduos eletroeletrônicos.

José Junior, responsável pelo Instituto Pé de Copaíba, enfatizou que desinstalar o lixão levará mais qualidade de vida à população. “A desativação do lixão em Mateiros, devido à sua abrangência, é um problema que a gente deve encarar não só como uma questão econômica e ambiental, mas também como uma questão cultural, social, de saúde e educação. Com a desativação do lixão vai reduzir o risco de contaminação ambiental, doenças, gerar melhores condições de vida para a população, responsabilidade socioambiental, e vai também potencializar a coleta seletiva, criando também uma reeducação para o consumo”, explicou.

Durante a visita, além do lixão, a área do Instituto Pé de Copaíba também foi visitada, que é um local que foi recuperado e hoje é exemplo, além de serem realizadas buscas por áreas da região ao redor da Cidade para locais que não tenham solo permeável e infiltração. Foram cerca de 100 km percorridos em busca do novo local para o descarte de lixo da Cidade.

O projeto de reciclagem e coleta seletiva será mais uma alternativa para redução do descarte dos resíduos. “O Pé de Copaíba vai auxiliar no descarte adequado, que terá roteiros de coleta com veículos adequados, treinamento de equipe e uma estruturação para poder receber esse material, todo o processo produtivo com local e equipamentos apropriados, com a destinação de resíduos com boa qualidade e ambientalmente adequados”, conclui José Junior.

Compartilhe no:

Relacionados