Tocantins - 29/07/2021 - 21:59

Secretaria da Agricultura renova área de vitrine de mandioca no Centro Agrotecnológico de Palmas

Postado em 25/01/2021

Compartilhe no:

Oito variedades de mandiocas (mesa e industrial), foram plantadas por técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), em vitrine no Centro Agrotecnológico de Palmas. A ação foi realizada na última semana (18 a 22), com o objetivo de produção de manivas sementes de qualidade, usando variedades de mandioca com alto potencial de produção. Posteriormente, as manivas serão doadas aos agricultores familiares tocantinenses que desejarem iniciar plantios em suas propriedades.

A área plantada da vitrine é de dois hectares e as variedades de mandiocas em sua maioria são adaptadas ao solo e clima tocantinense, o que possibilita o aumento da produtividade das raízes. De acordo com os técnicos da Seagro, um dos fatores principais para o sucesso da cadeia produtiva da mandioca no Estado é a qualidade das manivas sementes para o plantio, ou seja, o agricultor deve escolher manivas maduras, provenientes de plantas com 10 a 14 meses de idade e de boa procedência sanitárias, livres de patógenos.

Para o secretário da Seagro, Jaime Café, a cultura da Mandioca tem grande importância, econômica e social, para o Tocantins. “A mandioca ocupa um lugar de destaque no Estado, sendo produzida em todas as regiões e com grandes áreas cultivadas. O destaque está na agricultura familiar que se utiliza dela como fonte de alimento e sustento de suas famílias”, pontua o gestor.

Segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Tocantins tem 14.396 hectares de mandiocas plantados e uma produção anual de 225.763 toneladas.

Centro Agrotecnológico

O Centro Agrotecnológico de Palmas conta atualmente com uma infraestrutura básica de funcionamento, destinado ao desenvolvimento tecnológico, por meio da instalação de unidades de pesquisa, validação e adaptação tecnológica, produção de material propagativo e capacitações.

No local estão previstas atividades de condução das unidades de experimentos de culturas anuais, com arroz, milho, soja, sorgo, mandioca, cana e girassol; florestais de eucalipto, seringueira e macaúba; de aprendizagem tecnológicas (UATs);  do Programa ABC; de fruticultura (banana, maracujá, mamão); e de produção de mudas em viveiros e os sistemas agroflorestais (SAFs).

O Centro Agrotecnológico de Palmas é mantido pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), em parceria com entidades públicas federais, estaduais e municipais e também pela iniciativa privada, ligada ao setor produtivo, os quais procuram dotar de infraestrutura, visando atender as demandas tecnológicas do setor agropecuário.

Compartilhe no:

Relacionados