Tocantins discute calendário de retirada da vacinação contra febre aftosa


Estados que integram o Bloco IV do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa pretendem retirar a vacinação em 2022

A Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) discute calendário e ações para retirada da vacinação contra a febre aftosa dos estados que integram o Bloco IV do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa). Representantes do órgão participaram nesta quarta-feira, 22, de reunião virtual promovida pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB) com representantes dos demais estados que fazem parte do Bloco IV.

De acordo com o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa da Adapec, João Eduardo Pires, às demandas dos estados serão encaminhadas ao Comitê Gestor Nacional do Plano Estratégico do Pnefa, solicitando um parecer técnico sobre a viabilidade de retirada da vacinação contra a febre aftosa, a partir do segundo semestre de 2022. “O interesse do Tocantins é acompanhar o bloco e retirar a vacina na mesma época. Discutimos calendário e o cronograma de execução”, pontuou.

De acordo com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a meta é que todo o território brasileiro seja considerado livre de febre aftosa sem necessidade de vacinação até o ano de 2026. Atualmente, em torno de 70 países são reconhecidos como livres da doença.

Bloco IV

Além do Tocantins, os estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e o Distrito Federal integram o Bloco IV do Pnefa.

(Secom-TO)

Compartilhe no:



Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *